A noite do dia 15 de agosto, quarta-feira, foi histórica para o futsal da cidade, com a estreia oficial do São Carlos Futsal na 11ª Copa Record. Com uma bela atuação, venceu o atual campeão Bueno de Andrada, por 4 a 2. O jogo foi realizado no ginásio municipal de esportes Oswaldo Cardoso, em Descalvado.

Um grande número de torcedores de São Carlos esteve presente para prestigiar o início da nova equipe e não houve decepção. Pelo contrário: muita alegria e satisfação pelo resultado conquistado.

Com o resultado o time orientado por Renato Natella deu um passo importantíssimo de olho na classificação que será decidida no dia 23 de agosto, quinta-feira, quando enfrenta Santa Lúcia a partir das 21h no ginásio municipal de esportes Milton Olaio Filho, em São Carlos. Uma nova vitória coloca o time na segunda fase do torneio.

Ao final da partida, atletas e comissão técnica comemoram a vitória e o passo importante de olho na vaga. “Tivemos apenas 15 dias de preparação e hoje seis atletas eram de São Carlos. Destes, quatro eram sub23. Tivemos pela frente os atuais campeões, um time que joga junto há vários anos e tem atletas experientes”, advertiu o treinador. “Demos um grande passo e nossa estratégia está de pé, que é o de realizar uma boa campanha e representar bem nossa cidade”, emendou.

Sobre a vitória, Natella disse que as variações táticas encaixaram perfeitamente, mas salientou que foi um jogo nervoso e cheio de alternativas. “O importante é que o modelo proposto encaixou e dificultamos a vida dos atletas de Bueno de Andrada”, analisou.

O JOGO

A partida começou nervosa, com São Carlos errando muitos passes e sofrendo com a marcação alta de Bueno de Andrada que abriu o placar. Logo em seguida o time são-carlense empatou através de Pelé. A partir daí a equipe de Natella dominou e perdeu várias chances para virar o placar.

Na segunda etapa, os minutos iniciais foram nervosos. Bueno ficou mais uma vez na frente depois de boa troca de passes. No lance seguinte, o atual campeão da Copa Record teve uma chance clara de gol onde o goleiro Gabriel fez ótima defesa e no rebote deu um chutão que resultou no gol de empate de São Carlos.

Desta forma a equipe são-carlense cresceu na partida e voltou a criar ótimas chances de virar e numa dessas oportunidades Felipinho tabelou e colocou São Carlos na frente pela primeira vez, aos 17 do segundo período.

O técnico Alexandre Dias de Bueno solicitou parada técnica e organizou goleiro linha, levando muita pressão em busca do empate. Surtiu efeito pois em jogada trabalhada, conquistou um pênalti a poucos minutos para o final. Na cobrança, Gabriel em noite inspirada defendeu o forte tiro e foi um banho de água fria em Bueno que ainda tentou seu empate, mas São Carlos interceptou um passe cruzado do goleiro linha e deu números finais a partida com Matheus: 4 x 2.